Mondadori Store

Trova Mondadori Store

Benvenuto
Accedi o registrati

lista preferiti

Per utilizzare la funzione prodotti desiderati devi accedere o registrarti

Vai al carrello
 prodotti nel carrello

Totale  articoli

0,00 € IVA Inclusa

A eternidade conforme os astros, é, sem sombra de dúvidas, uma das obras mais intrigantes legadas pelo século XIX. Seu autor, Louis-Auguste Blanqui (1805-1881), foi uma figura-chave dentre os revolucionários daquele século. Ele encarnou como poucos a face ativista da Modernidade que despontava então. Se é verdade que a Modernidade foi inaugurada pela Revolução Francesa, uma de suas principais lições é que os homens podem fazer o seu destino com as próprias mãos. Desde 1827, no combate contra Carlos X, a vida de Blanqui foi marcada pela participação em atos revolucionários, sempre entrelaçando a paixão e a violência revolucionária como dois impulsos irmãos, que acabaram o condenando a passar 37 anos de sua vida na prisão. Sua última libertação se deu em 1879, graças às campanhas de Victor Hugo e de Georges Clemenceau. Foi na prisão que ele escreveu este singular texto sobre os astros, no qual propõe uma visão da história que explode com a ideologia do progresso, mas que também, paradoxalmente, suspende o ato revolucionário. A Comuna de Paris de 1871 não pode ser entendida sem a participação dos blanquistas. Blanqui mesmo foi preso na sua véspera, e um ano depois escreverá sua A eternidade conforme os astros.

Dettagli

Generi Psicologia e Filosofia » Filosofia occidentale e Storia della filosofia » Filosofia: Specifiche aree » Filosofia dell'educazione » Filosofia sociale e politica

Editore Iluminuras

Formato Ebook con Adobe DRM

Pubblicato 02/05/2018

Lingua Portoghese

EAN-13 9788573215823

0 recensioni dei lettori  media voto 0  su  5

Scrivi una recensione per "A eternidade conforme os astros"

A eternidade conforme os astros
 

Accedi o Registrati  per aggiungere una recensione

usa questo box per dare una valutazione all'articolo: leggi le linee guida
torna su Torna in cima